Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

11.09.16

STYLE // FOREVER ELIN KLING

xanalicious
A Elin, como qualquer pessoa, evoluiu bastante nos últimos anos. Infelizmente para mim, a evolução profissional (e pessoal - afinal, casou há 2 anos e foi mãe há pouco mais de 1), levaram-na para fora do blog e, quaseeee, para fora do Instagram.Entendo que assim tenha sido. Mas "morro um pouco (...)
23.06.14

Elin Kling gets married!

xanalicious
Sábado interrompi o meu retiro de internet para cuscar o Instagram em busca de imagens do casamento da musa Elin Kling. Fiquei completamente maravilhada com a escolha do vestido, mas especialmente do penteado - completamente à imagem dela, e do próprio casamento que, deu para perceber, foi discreto e para poucos convidados (ausência notada? Columbine!!!). Ficam as fotos que retirei de ig's alheios:
08.05.14

DENIM JACKET

xanalicious
Nunca pensei voltar a gostar da ideia de usar um casaco de ganga: primeiro passou a ser foleiro (ahah), depois deixou de o ser (para passar a ser um dos must-have do ano) mas não imaginava esta peça no meu estilo.Mas, de repente, começaram-me a ocorrer combinações do casaco com uma ou outra peça que uso, depois (...)
18.01.14

SIMPLY ELIN

xanalicious
Numa próxima encarnação "só" gostaria de nascer uma Elin Kling. Porque uma pessoa com uma pose que não lembra a ninguém (porque nem é pose), numa estrada toda suja com um camião ao lado, e que consegue - mesmo assim - deixar-nos a BABAR, tem um dom!E pronto, é isso.Bom fim-de-semana!!
03.01.14

MOOD

xanalicious
Férias = Jeans e tshirt ou camisola de malha.Para dar o up - algo necessário - a um conjunto assim, nada melhor que um blazer. Já os pumps, tenho dispensado em prol dos meus loafers zebra, ou os All Star.De resto, make simples (muito simples), e apenas uma corrente ao pescoço e uma mini bag preta.
30.12.13

RETROSPECTIVA | 2013 no BLOG

xanalicious
2013 foi um ano diferente de todos os outros 25 da minha existência. Foi um ano da auto-descoberta, de uma nova fase a nível pessoal. Teve os seus altos e os seus baixos, mas o balanço é muito positivo, ou não estivesse eu feliz e completa, como creio nunca ter estado. Nem tudo é perfeito, nem perto (...)