Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alexandra Neto

Seg | 16.04.12

Review: família NARS

O vício em beleza foi algo que me apanhou meio desprevenida, porque sempre fui super desligada de assuntos relacionados com maquilhagem, cremes, cuidados variados, e afins. As únicas excepções estão relacionadas com cabelo e com cuidados com a pele (como já disse, tive acne e ganhei o hábito). Mas eis que descubro esse grande vício que é o mundo da beleza e, principalmente, o vício da maquilhagem. Ao longo desta jornada tenho feito descobertas (adoro!) e uma das principais é sem dúvida a NARS.

Já há muito que estava desejosa de explorar esta marca, algo que é difícil de fazer porque a marca não está à venda em Portugal (que eu saiba, a única maneira de comprar é pelo site da marca, que entrega cá). Quando fui a Madrid, em Junho passado, levava na cabeça que tinha que passar no El Corte Inglés para escolher (achava eu) um blush em pó. Como já tinha noção que tinha que aproveitar a oportunidade, reservei previamente parte do orçamento para o corner NARS.

O resultado foi o meu primeiro blush em creme, e ainda um batom semi-matte. A satisfação foi imediata, e foi sempre aumentando com o uso. Quando fui de viagem, em Fevereiro, fiz uma pesquisa online sobre pontos de venda em Andorra, mas toda a info que encontrei indicava que não ia encontrar a marca por lá - conclusão, nas últimas horas do último dia, encontrei um corner e consegui o meu grande batom-desejo (no que toca a NARS), o Schiap. Nessa mesma ocasião fiquei de olho no The Multiple no tom Copacabana (mega-queridinho da Vic Ceridono), desejo que ficou satisfeito com a viagem de uma amiga a NYC (e 10€ mais barato eheh).

Sem mais blá-blá, deixo-vos umas fotos (e o mais próximo que consegui de uma swatch), e uma pequena review de cada.


Swatch feita pela mesma ordem da primeira imagem. O Penny Lane está um pouco esbatido, e o Copacabana está  esbatido em cima e normal em baixo (para terem noção do tom, e como fica quando espalhamos um pouco).

#Heat Wave e #Schiap | Ambos são Semi-Matte, e adoro a textura para cores fortes - a cor fica matte (sem brilho), mas ao mesmo tempo não acho nada secos (como, por exemplo, o Ruby Woo da Mac, que chega a ser incómodo). A duração é óptima (das melhores, mas isso depende de pessoa para pessoa), e as cores são lindíssimas. Adoro este tom vermelho um pouco alaranjado do HW, e tom perfeito de rosa vivo do Schiap - ambos foram exactamente ao encontro do que procurava.

#Penny Lane | À primeira vista não gostei do famoso #Orgasm, e por isso decidi procurar algo que já queria há muito - um blush em tons de pele. Gosto imenso da sensação pois, à semelhança do que expliquei com os batons, é baço mas não seca minimamente a pele (mas também não dá aspecto oleoso). A durabilidade é bastante satisfatória (no meu caso, é um dos que mais aguenta).


The Multiple #Copacabana | O uso ainda não foi muito (porque o recebi há dias), mas até agora estou a adorar - não só porque é exactamente como esperava (pelos vídeos da Vic), mas porque estou a usá-lo de diferentes maneiras (antes da base, depois da base, a iluminar nariz, olhos, etc). O tom é excepcional (espero que consigam ter uma ideia pela swatch), e acho que vai bem com a maior parte dos tons de pele (principalmente os mais claros).

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2