Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qua | 29.08.18

SPOTTED // E QUANDO O FRIO CHEGAR...

 

 

Foi coincidência ter visto isto na semana em que deceram as temperaturas (fui à App da Zara procurar uma peça para uma amiga), mas foi uma excelente coincidência. Se tivesse visto um polo de caxemira com 40º à sombra, possivelmente nem tinha reparado... Mas, de facto, esta semana relembrou-nos que, já-já estão a chegar os dias fresquinhos e, um pouco mais para a frente (há quem diga que só para o Natal), o FRIO. E, garanto-vos - enfrentar um dia de frio com esta peça será, certamente, algo muito mais prazeroso:

 

CAMISA POLO DE CAXEMIRA EDIÇÃO LIMITADA

 

Qua | 29.08.18

SET // BACK TO THE GOOD BASICS

set rentree.jpg

Relógio, Nixon | Colar, Cinco | Camisa e Calças, Toteme | Tote, Lauren | Sapatos, Uterqüe

 

Algures em 2013 (ou 2012, ou 14, ou... alguns dos muitos anos que este blog já tem) este set já existiu. Provavelmente mais que uma vez.

 

Neste momento, o real mood é este: o regresso da camisa azul, as calças de ganga azul a direito, uma tote preta, colar da Cinco e Nixon em dourado, arrematado por uns "sapatos da vez" (isso sim, tem tendência a mudar). É este o mood para quando tiver que dizer um "até já" aos vestidos curtos e adoptar - de vez - o regresso ao escritório. 

Qua | 29.08.18

REPETIR PEÇAS É PECADO?

 

Há uns dias, no post das tendências, falei do facto de nem todos termos de usar "150 tendências" no mesmo mês. Porque, se julgássemos o mundo pelo que vemos no Instagram (não o façam em NENHUM aspecto), talvez seja essa a ideia que passa.

 

Mesmo que se repitam peças, o certo é que NÃO AS VEMOS repetidas. Porquê? Nunca percebi. Ainda no outro dia li no Who What Wear: "rewearing the same clothes is not a sin, it's true style"! 

 

Porque, é MUITO isto.

 

Ponto 1. Repetir roupa não é repetir o mesmo conjunto.

Ponto 2. Quem consegue repetir peças é, de facto, quem sabe o que faz.

 

 

 

Mas, again, não é de todo este o mood que se sente na rede social que, neste momento, domina tendências e estilo - o Instagram. De facto, basta um pequeno scrool por volta das 21h para ficarmos com a sensação de #WishList desactualizada (quando ainda nem sequer tínhamos pensado bem nas peças que poderíamos efectivamente comprar). E não é ver diferentes peças-tendência em diferentes pessoas. É ver um look com uma (ou mais) peças-chave num dia, a mesma coisa em "20 looks" no dia seguinte e "50" até ao final da semana. Todas com a mesma peça ou o mesmo conjunto, de preferência na mesma cor, na mesma semana. Na seguinte? Haverá mais, com certeza.

 

Isto, além de uma falta de personalidade tremenda, demonstra bem a velocidade a que o mundo anda (mesmo a real tendência sendo a oposta, mas isto demora a chegar a todas as freguesias). Mas não se sintam pressionadas, por favor. Vejam nestes perfis uma fonte de inspiração, uma montra bem feita (e lembrem-se que 80% das peças é oferecida, 15% é devolvida e apenas 5% é efectivamente uma compra).

 

 

“I love wearing things over and over again and putting a different spin on [an outfit]. I think it makes content more relatable if anything” 

 

Diz Anum Bashir (@desertmannequin) ao mesmo artigo do Who What Wear.

 

 

Aliás, não só a tendência Slow Fashion é o grande mood, como agora as grandes jogadoras da parada tentam (e nota-se) comprar cada vez mais vintage, mais marcas emergentes e, numa jogada ainda mais interessante, usar peças que já não estão disponíveis.

A prova disso foi exactamente umas sandálias da Mango (que estiveram imenso tempo em saldos) que começaram a aparecer em alguns perfis que sigo e que, vim a descobrir por um artigo algures, que estava a haver uma grande procura das mesmas - quando já não existiam! Já tinha acabado a época de saldos ou já estavam esgotadas (can't remember), e foi aí que aconteceu a febre. O mesmo com a saia leopard da Zara, que agora apenas pode ser encontrada num modelo bastante diferente do original.

 

 

Recapitulando: o Instagram é o que é. Uma montra bem feita (se seguirem pessoas com as quais se identificam e com um perfil cuidado), uma fonte de inspiração que tenta renovar-se (quase) a cada dia. Mas na vida real (e mesmo no Instagram), não só não há qualquer problema em repetir peças, como isso é um sinal indiscutível de um conceito que é muito aclamado mas pouco praticado - o tal "true style". 

 

Ter | 28.08.18

#10 TENDÊNCIAS DE OUTONO QUE TALVEZ VINGUEM

Ponto prévio: eu já não acredito em "tendências de estação". Neste momento temos:

 

- Um mood geral, algumas guides, algumas peças que sofrem re-interpretações/actualizações; 

e

- Instagram Trends, que duram entre 2 a 8 semanas (estimativa feita por mim, assim empiricamente).

 

 

Na verdade, pessoalmente, já não acredito em tendências, ponto. Acredito em actualizarmos o nosso estilo, em alguns acessórios-chave (ou peças de roupa, com menos frequência), em novas linhas e novas ideias para usar o que já temos. Este blog tem de tudo: o que está HOT HOT HOT pelo Instagram e pelo Street Style, as novidades da fast fashion, objectos de desejo, moods, sets, sugestões. Coisas que eu de facto gosto (porque, sim, eu gosto mesmo muito de novidades), mas que mais depressa adapto dentro do que já tenho, ou que simplesmente não adopto (ou faço-o de forma muito low cost). Não temos que ter tudo, nem interpretar 150 tendências por mês, mesmo que seja esse o mood comunicado constantemente no Instagram e blogs no geral (sobre isso, existe um post pronto a sair em breve).

 

 

ADIANTE, sobre as novidades/tendências/mood da temporada, até agora (porque não se esqueçam que está mesmo a chegar o Fashion Month, que vem CHEIO de street style - ou seja, muitas e boas ideias de que tendências se vão usar, e COMO), deixo-vos 10 que me saltaram à vista:

 

 

 

Oslo Fashion Week Street Style SS19

 

1. O fato-de-macaco à séria. Por acaso, comprei um em Março em verde-tropa que adoro. Não é a peça mais prática para o dia-a-dia, mas sem dúvida que é óptima para dar um statement e sair das mesmas combinações de sempre e, claro, o dia em que o usamos é o dia em que não temos que pensar muito sobre o que vestir!

 

 

 

Una parte de arriba en (rosa) neón

 

2. Rosa e amarelo néon. Em versões mais ou menos "berrantes" (e sim, por enquanto, vê-se mais em roupa que acessórios), o néon promete muito dar o ar de sua graça. E, já que aqui estamos, o ROSA no geral promete ser uma das cores mais queridas deste Outono! 

 

 

 

Oslo Fashion Week Street Style SS19

 

 3. O castanho. Bem, esta tendência é mais que isso, é um mood e, a meu ver, é das poucas que entra na categoria do "indiscutível" - o castanho é o novo preto! Está a ver-se um regresso desta cor - em peças e acessórios, e há toda uma nova vaga de looks incríveis com vários tons.

 

 

00077cophenhagen_street_style_vogue_international_

 

4. Vestidos com carácter. Além de vestido, blusas! É aproveitar enquanto não temos que andar com sobretudos para apostar e usar mangas com folhos, modelos oversized, e muito mais - o que nos faça "bater o coração" em termos de detalhes é muito válido. E, again, o rosa é uma boa cor para apostar!

 

 

  

Unas botas 'cowboy' blancas

 

5. As texanas brancas. Juntam-se duas tendências igualmente actuais (as texanas e os sapatos em branco) num só modelo. Usar se acharem mesmo o vosso estilo. Otherwise, vai ser apenas muito forçado (é daquelas tendências que não se adequa a qualquer estilo). Mas há sempre a hipótese de: 1) escolherem umas texanas mais clássicas; 2) uns sapatos brancos em outro modelo.

 

 

 

 Oslo Fashion Week Street Style SS19

 

6. O regresso do tartan. Já falei desta tendência neste post. Preparem-se, o tartan com encarnado e em tons de castanho vai estar ALL-OVER-IT (e, por it, entenda-se Instagram e Street Style, claro).

 

 

 

 SOBRETUDO JACQUARD SPECIAL GARMENT

 

7. O blazer-vestido. Para usar das duas formas, com calças ou calções, com ténis ou salto alto. Esta peça é muito gira (esta concretamente é Zara!!), e dá para bons conjuntos! 

 

 

 

Imagem 3 de TRENCH FLUIDO / BLAZER SEM LAPELA / SWEATER COM GOLA DOBRADA CANELADO / CALÇAS CINTURA SUBIDA CINTO / BOTIM DE TACÃO FINO DE PELE / SHOULDER BAG DE PELE ENTRANÇADA / BRINCOS CONCÊNTRICOS DE METAL da Zara

 

8. Matchy mood. Em vez de um pequeno toque de cor... Dois ou três! Para não errar: usar o MESMO tom, e não semelhante.

 

 

 

SAIA PLISSADA COM ESTAMPADO DE CORRENTES

 

9. Scarf Print. Depois do desfile Versace de homenagem a Gianni (há quase 1 ano atrás), onde a marca celebrou os seus elementos icónicos, seria de esperar um "revival" do scarf print. Eu não acho que seja para investir, a não ser que se identifiquem mesmo muito. Se apenas gostam deste tipo de padrões, um lenço será mesmo a melhor opção (e, realmente, é um padrão que fica sempre bem nesta peça).

 

 

 

'Animal print' de todos los pelajes: olvida el leopardo y piensa en zebra, serpiente e incluso tigre

 

10. Animal Print. À semelhança do castanho (e, inclusive, puxando um pelo outro), esta tendência está para ficar, não duvidem. Em todo o tipo de peças e em todo o tipo de padrões em tons de castanho!

 

 

Seg | 27.08.18

SPOTTED // THE COOLEST MID-SEASON BOOTS

 

 

Botim pele cordões

 

 

 Gostei muito destes botins (da Mango, btw) desde que os vi no site. Sei que são claros, e temos uma certa tendência para não gostar de calçado claro na temporada fria, mas este modelo sendo em pele, tem uma grande probabilidadede aguentar bem. Outro contra é que não sei o ar desta peça ao vivo - sabem que os sapatos, quanto mais escuros e simples, mais fácil é terem bom ar. Este modelo, mesmo em pele, não sei como ficará! Já alguém experimentou? Lá que são giros (e que tenho visto modelos muito semelhantes pelo feed do Instagram que adoro), são.

Seg | 27.08.18

SLOW FASHION | COMO NÃO PERDER A CABEÇA NESTE OUTONO

 

'Pretty in Pink' en todas sus modalidades

 

Aos poucos, vamos desligando a ficha das férias e do Verão (se bem que ainda tenciono ter um grande mês de praia pela frente), e a ligar o modo Office (Looks) e Outono. Right? Eu, pelo menos, sou assim. E, nesta altura, em pessoas mais ou menos consumistas, parece que morde o bichinho xitex-alerta-novidades. Queremos ver tudo, usar tudo (ou quase) e, claro, ir às lojas é um "quero tudo!!!". 

 

 É também nesta altura que... Se fazem as piores compras! Por isso... Como equilibrar tudo? Ou, melhor, como fazer boas apostas para o Outono? Eu há muito que consigo chegar ao Natal tranquilamente sem grandes alaridos, porque acabo sempre nos cabides dos básicos. Mas há mais hábitos a ganhar:

 

 

1 // Referências são tudo.

 Vejam sites, blogs e leiam revistas (tudo ou apenas os formatos que gostam de consumir) e espreitem os vossos perfis de Instagram preferidos (dentro do vosso estilo). Eu tenho planeado um mês cheio de tendências e dicas de shopping - muahahah!

Absorvam o máximo de informação (de "teoria") antes de passarem à prática...

 

 

2 // Não comprem já. Nem no próximo mês.

Sim, não passem já à prática, a não ser que precisem de algo. Vão vendo o que gostam mesmo, o que vos parece que vai realmente ser (bem) usado - e por muito mais que um mês ou dois.

 

 

3 // 1 peça = 3 looks diferentes.

Aqui está uma "equação" (AHAH) que vi algures num artigo e que fez bastante sentido. Eu tenho SUPER a mania que gostar de tudo o que use bem com uns jeans e uma t-shirt. E, no meu caso, isso é relativamente ok (porque... estou sempre assim), mas não é o suficiente. Uma peça que vai ser usada é uma peça que pode ser usada em 3 combinações DIFERENTES (não basta trocar a t-shirt por camisa, ok?? ahah). E, por 3 combinações, entendam-se que têm de ser com peças que vocês já têm!! 

 

 

 

 

4 // Na dúvida, digam não. Ou devolvam!

 Se uma tendência vos traz imensas boas ideias mas, ainda assim, mixed-feelings (ou apenas aquele "hummmm, mesmo assim...."), leave it!!! Ou, no caso de já estar em vossa casa à espera de uma decisão, devolvam! Se está mais de 3 dias sem uso, é um caso perdido, acreditem.

 

 

5 // Hello, Made in Portugal

Este truque pode não ser o que mais vos vai ajudar a controlar o orçamento, mas vai ajudar-vos a:

1 - ter peças bastante originais. Perfeitas para darem um up no vosso estilo, porque são sempre modelos actuais.

2 - ter peças que não se vêem em todo o lado!

3 - boas apostas em termos de qualidade.

 

As minhas preferidas, basta clicarem nos nomes para verem os respectivos IG's:

Mahrla (que está mesmo quaseeee a lançar novidades)

Rust & May

BYou (que não vai ter colecção de O/I, btw)

La Petite Sardine (já tem modelos giríssimos fora cestas)

Sienna Inspo

Le Mot

 

 

 

 

Seg | 27.08.18

#7 PEÇAS DA UTERQÜE PARA APOSTAR

 

A Uterqüe tornou-se a minha loja de eleição. Comecei por passar para lá a compra de sapatos, quase em exclusivo, e agora é onde vou sempre procurar peças com longa duração - pela qualidade e pela estética. 

 

Por lá encontramos um "cruzamento" perfeito entre tendências da temporada (as mais duráveis) e as peças atemporais sempre com um twist (a camisa branca é o melhor exemplo). A pensar no Outono, mas também num guarda-roupa funcional (qualquer que seja a estação), seleccionei 7 tipos de peças que valem uma espreitadela:

 

 

A blusa "democrática"

 

 

 Aquela blusa que vale sempre (sempre!!) a pena apostar - vale para um jantar, para uma festa, ou até para eventos mais especiais. Com um blazer preto por cima, ou um casaco de ganga, e uns saltos básicos, fica perfeito e serve para um sem-fim de ocasiões.

 

 

 

As calças com corte perfeito

 

 

 Na verdade, esta é a peça REALMENTE democrática: para usar nos conjuntos que descrevi em cima, mas também... Todos os dias. As calças pretas são um dos verdadeiros básicos de um bom guarda-roupa. Regras: apostar na qualidade mas, ainda mais importante, num bom corte que nos assente perfeitamente. 

 

 

 

O sapato de meia-estação

 

 

 

Os sapatos de meia-estação são uma das minhas peças preferidas. Slingbacks (em branco é uma excelente ideia nesta temporada) ou mules rasas com o upgrade de serem lace-up também. Adoro estes dois modelos, mas existem muitos outros na Uterqüe para descobrir, acreditem!

 

 

 

A peça statement

 

 

O animal print é uma das tendências da estação que não vai ser tão cansativo porque existem... MUITOS padrões diferentes e muitos tipos de peças. Eu adorei esta camisa porque 1) é uma camisa oversized; 2) tem um padrão diferente do que se tem visto.

 

 

 

A bolsa básica de todos os dias, para toda a ocasião

 

 

Eu só tenho uma bolsa da Uterqüe em pele, que aparece tantas vezes no meu Instagram que nem preciso dizer qual é, e adoro. Está óptima para (quase) 1 ano de uso INTENSO. Mas amigas minhas têm vários modelos e todas atestam a qualidade da marca. É preciso escolher bem o modelo (e em pele) e o aspecto - acho que é preciso triagem, confesso - mas vale a aposta!

 

 

 

O acessório trendy

 

 

 Sim, novamente o estampado animal, mas agora na versão absolutamente trendy: o cinto largo, que é PERFEITO para complementar o blazer oversized. (ou qualquer casaco largo no geral) Acreditem, causa estranheza ao início mas quando se entranha já só pensamos nisto! #WelcomeBack00's

 

 

 

O achado "na promoção"

 

 

 O que seria de uma boa dose de compras sem um achado na promoção, como dizem os nossos irmãos do outro lado do Atlântico! Um básico incrível, a um preço super simpático nos Summer Prices da marca. Yeah!!

 

Sex | 24.08.18

OS #3 BLAZERS MAIS COOL DA ZARA

 

Se há peça que gosto e continuo a comprar na Zara são os blazers. Acho que cumprem bem para o preço que têm, muito possivelmente tão ou melhor do que outros em lojas ligeiramente (ou não tão ligeiramente) mais caros - e tenho visto os materiais e modelagens a melhorar bastante com os anos.

 

A pensar na rentrée, escolhi os meus 3 preferidos, espreitem:

 

BLAZER COM VICHY

 

Gosto deste especialmente usado em conjunto com as calças: ainda não tenho nenhum conjunto assim, mas devo dizer que acho imensa graça e bastante elegante. Quem não se sente confortável com padrões, tem várias opções em cores lisas!

 

 

 

BLAZER COMPRIDO ESTRUTURA

 

O blazer em tweed é um clássico e os da Zara são aclamados como um dos melhores, dentro do acessível, claro. Eu sou muito fã e adorei este modelo ao vivo - clássico e básico qb.

 

 

 

BLAZER DE LINHO ACETINADO

 

O blazer oversized para mim é "O" blazer a apostar. Mas quando digo oversized é MESMO oversized. Para comprar em L ou XL, mesmo quando o modelo já é largo. Adoro ver!! (e usar)

 

Qua | 22.08.18

AFINAL, NÃO É APENAS O LEOPARD QUE ESTÁ NA MODA...

 

Well, it's safe to say: o padrão "tigresa" voltou e voltou em grande. E trouxe consigo o "primo" python!

Welcome back, guys!!

 

 

Mas o grande furor deste Verão foi a saia. "A" saia. Lançada pela Reálisation em seda, parece que foi criada directamente para o nosso feed de Instagram. A Zara teve na sua colecção uma saia midi com um estampado um pouco mais comum (não sei se conhecem o modelo da Reálisation, mas era realmente lindíssimo) e foi mais um sucesso.

 

Mas... Enganem-se se pensam que foi apenas o padrão responsável por toda esta febre. Não, temos em mãos a perfeita simbiose entre dois factores: o padrão... E o modelo! Apelidada pela indústria como Slip Skirt, este modelo fez muito furor por passadeiras vermelhas all over the 90's.

 

E, por mim falo, o sentimento este it deixou em mim foi o de "por acaso, agora que penso nisso, já estava um pouco cansada de saias midi plissadas" . Vamos experimentar outros modelos midi? 

 

Além da Slip Skirt, um outro modelo que me despertou totalmente a atenção foi o modelo de pregas. Acho este modelo incrível - pode não trabalhar ali a 100% a favor da nossa silhueta, mas adoro a vibe vintage que dá. Fiquei muito contente com esta da Zara (andava a dar aquela voltinha suspeita sem gostar de nada e bati com os olhos nela). Agora gostava muito de encontrar um modelo Slip, de preferência em off white. A ver!!

 

 

Ter | 21.08.18

DO IT LIKE PERNILLE

Moda-Tendencias Vogue.es

 

Adoro TUDO neste look. Juro!!! Ainda bem que não deixei ESTA camisa-vestido ficar perdida nos saldos da Bimba y Lola - sinceramente, só há uma peça que supera a camisa-vestido branca, que é a camisa branca. AHAHAH A sério, o simples consegue mesmo ser o mais bonito. #xanaswayofliving, já sabem. 

 

Ter | 21.08.18

TUDO SOBRE OS SLINGBACKS DA CHANEL

  

9876724D-DD55-4511-BE59-AA0203E0AA1E.jpg

 

 

Há uns meses comprei (dizer "comprar" neste caso faz parecer isto muito comercial) os famosos-icónicos-deusos Slingbacks bicolores. Era uma peça que queria desde o seu relançamento, ainda antes da febre (durante a mesma ficou totalmente em stand-by) - estava mesmo no topo dos topos da WL.

 

É um par tão icónico, tão... Único. Tenho mesmo afeição por eles - não apenas pela estética mas por serem um ícone da história daquela que é uma das minhas maisons preferidas. Minto, é "a" minha maison preferida, 100% derivado da história da marca e da sua fundadora, assim como de tudo o que Gabrielle criou (e viveu).

 

 

Adiante, sobre tudo isto já falei várias vezes e vocês já sabem (possivelmente partilham da mesma simpatia). Hoje venho deixar aqui resposta a todas as questões que me foram deixando ao longo dos últimos meses - claramente esta é uma peça que suscita bastante interesse junto do mulherio (ahahah) e por isso deixo aqui o meu feedback (afinal, eu também consulto muitas reviews antes de comprar algo fora fast fashion). 

 

Preço | O site da Chanel já tem os preços de todas as peças. Apesar de algumas peças clássicas não estarem lá, dá para perceber o preço de cada modelo.

 

Onde | A Chanel está disponível na Stivali, em Lisboa. Não sei se está à venda em outras lojas pelo país, mas tenho ideia que não. De qualquer das formas, eu deixo este tipo de compras para viagens (por nenhum motivo em especial - os preços não mundam (muito, pelo menos) pelos países da Europa).

 

Conforto | Sim, são confortáveis. São mesmo confortáveis. A pele é super macia, o andar é espectacular. Não deixam de ser um par de sapatos com salto - não é por serem Chanel que faz deles uns ténis, atenção, mas são realmente um par de sapatos muito confortável.

 

São clássicos demais? | Bem, acreditam que me fizeram esta pergunta várias vezes? Ainda bem, porque (sendo eu quem e como sou) esta questão nunca me teria passado pela cabeça - mas faz realmente sentido.

Sim, eles são muito clássicos. Mas não os acho quadradões. Eu uso-os com jeans, com shorts, com vestidos. E, como eu (e bem melhor), muitas instagramers conhecidas (por exemplo, Thássia, Chiara e Mica Rocha) o fazem com TODO o tipo de peças. É aquele "clássico bom", no sentido que "cruza bem" com um grande tipo de peças. Mas, se os clássicos não são para vocês, existem marcas e modelos mais apropriados. Não é por serem "um ícone" que têm de ser "o vosso ícone" - percebem a ideia?

 

Valem a pena? | Eu vou colocar esta questão assim, resumindo vários tipos de questões que batem no mesmo ponto. Tirando as questões pessoais (orçamento, hábitos, custo por uso, gosto pessoal e tipo de consumo no geral), vou afirmar: é um artigo do segmento de luxo que cumpre, sim. A pele é assim uma coisa do outro mundo, assim como o conforto. Já vi muitas reviews de peças deste segmento que não cumprem com uma qualidade e conforto que se espera de uma peça neste segmento e, nesse sentido, nem pestanejo em afirmar que sim. 

 

Seg | 20.08.18

DEPOIS DO COLAR DE CONCHAS, TEMOS OUTRO REGRESSO...

Moda

 

Sim, as conchas e os búzios foram a GRANDE sensação deste Verão - eu adorei, ando carregada de pulseiras no tornozelo e colares. Que bonito comeback, não acharam?

 

Adiante, para este Outono/Inverno temos um novo regresso e é uma das minhas peças preferidas de SEMPRE: o colar de pérolas. Pérolas pequenas ou médias e com fio pequeno. Não para ficar como uma chocker (esqueçam isso!!), mas para ficar ligeiramente abaixo do pescoço. 

 

Moda

 

E, claro, para combinar com correntes em ouro/prata e/ou lenços bandanas. Usar com t-shirts com todo o tipo de decotes, assim como camisas abertas. 

 

Não usar com peças demasiado femininas (tipo Charlotte York, estão a ver?), porque esse visual não me parece que resulte muito bem (mas isto já é uma opinião mais pessoal, que gosto de extremos bem misturados). 

 

Seg | 20.08.18

SPOTTED | WHITE ISSUES

MULE DE TACÃO METÁLICO

 

E porque o calçado branco é mais do que uma tendência passageira, assim como as mules, este par de sapatos da Zara parece-me o par perfeito para a transição calor/frio (que me parece que vá ser bastante duradoura).

 

Deixo como sugestão - mas não serão estes os meus escolhidos!! (more on that later!!!).

Seg | 20.08.18

OS 3 PRODUTOS DA FENTY BEAUTY QUE QUERO MESMO EXPERIMENTAR!

Foi a novidade que marcou o final da semana passada: a Fenty Beauty vai chegar à Sephora Portugal. E não, não é só "em Novembro", é "já"!!! A partir de 7 de Setembro a marca chega às lojas da Sephora (não sei se serão apenas lojas seleccionadas, mas não li nada sobre isso, por isso suponho que sejam todas).

 

Ponto prévio: estou numa fase ultraminimalista de maquilhagem. Base leve, zero concealer (ou muito pouco), bronzer bronzer bronzer, eyeliner preto bem fino e iluminador. O único ponto a inovar têm sido as sombras e o gloss. Sim, leram bem, gloss! Por cima do batom nude, tenho usado quase sempre o gloss. E as sombras? Têm sido cheias de brilho. I guess the 00's are REALLY making a comeback.

 

Não é de estranhar, portanto, que tenha ficado super entusiasmada com a vinda da Fenty Beauty para Portugal: já vi esta maquilhagem em acção (em Nápoles) e fiquei super curiosa. A base e concealer são SUPER potentes, por isso, estou zero no mood, mas no que toca a iluminadores, sombras com brilho, a marca de Rihanna é uma das mais aclamadas do momento. E o gloss? Dizem que é o "Orgasm" dos glosses - e está tudo abaixo:

 

 

 

Resultado de imagem para Gloss Bomb Universal Lip Luminizer

 

Gloss Bomb Universal Lip Luminizer: dizem que Rihanna escolheu a dedo este tom nude-rosa (sim, estamos a falar sobre o batom nude final que fica ótimo em todas as pessoas, diz o PR, daí a minha comparação com o famoso blush da NARS).

Este gloss é enriquecido com manteiga de karité, nutre os lábios, o que faz com que pareçam mais cheios e lisos. E o cheiro de pêssego e baunilha dizem ser viciante. O melhor de tudo? Achei o preço (16.55 euros) bastante "justo" face à fama que este produto tem pela internet.

 

 

 

Resultado de imagem para Killawatt Freestyle Highlighter

 

Killawatt Freestyle Highlighter: Glow with the flow. Com uma textura creme-a-pó, este produto está disponível desde os tons mais subtil até às cores mais garridas. No formato solo ou duo, este produto tem uma fórmula fácil de aplicar que se funde bem na pele e as suas partículas superfinas cintilantes e uma textura ultra-suave e cremosa. Cada duo inclui um tom subtil à esquerda (perfeito para uso diário) e um tom mais intenso à direita (perfeito para a noite). O melhor de tudo é que este produto é "multiusos": podem usar no rosto, olhos, lábios e ombros. (preço: 33,95 euros).

 

 

 

Resultado de imagem para Killawatt Foil Freestyle Highlighter Duo

 

Killawatt Foil Freestyle Highlighter Duo. É uma versão mais metalizada e intensa do produto anterior, e com muitas cores. Para mim, serão as sombras de olhos perfeitas para fins-de-semana de festa. Por estar disponível em muitas cores, além de iluminador e sombra, pode ser utilizado como blush. (Preço: 48,95 euros)

 

Dom | 19.08.18

SERÃO MESMO ESTES OS PRÓXIMOS IT-SHOES?

Moda-Tendencias Vogue.es

 

 As marcas, as revistas, as "escravas" do street style e afins dizem que sim. Eu acho que... Talvez not so much e este será apenas mais um ano em que as Cowboy boots VÃO TENTAR regressar mas não vão conseguir. 

 

A Zara já está cheia de opções mas, não sei porquê, não imagino esta a ser "A" febre deste Outono/Inverno. Como, de resto, nunca vi. Bem tentam resuscitá-la aqui e ali, e há sempre pessoas que as usam bem "pra caraças". Mas ficamos por aí. No máximo, dá-se aquele boom de Instagram de umas semanas e depois toca a arrumar tudo na caixa. Atenção, eu pessoalmente gosto imenso do modelo, só não o acho versátil o suficiente.

 

É que nem a Céline (ainda nas mãos de Philo) conseguiu... O que acham?

Pág. 1/2