Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Qui | 22.03.18

A MANEIRA PREFERIDA PARA USAR A CAMISA BRANCA


Foi uma forte tendência há 2 anos e eu, mesmo tendo achado um piadão, passei ao lado. Acabei por não ver nenhum cinto ou top estilo espartilho que gostasse e passou-me!

Mas, ao espreitar as novidades da Zara, vi esta blusa em malha - num laranja bem vibrante que, como é óbvio, só usaria assim:

Giro para quando o sol voltar de vez, não acham??
Qui | 22.03.18

INVESTEMENT BAGS #3 - IT-BAGS QUE REGRESSARAM

Terceira e última parte, com 3 "it-bags" que agora regressam em todo o seu esplendor. Num mês, ao desbarato no e-bay, no outro, mais caras que nunca.
 
Este tipo de modelos têm aquele ciclo de vida: HOT HOT HOT --> Arrumar no baú ---> HOT HOT HOT ---> Arrumar no baú. 
 
Se tiveram olho para as arrematar por um bom preço, óptimo. Se não, deixem-nas estar. (excepto uma)
 
 
Saddle, Dior
 
Apresentada pela Dior de Galliano em 1999, foi uma das it-bags dos "early 00's", nos braços de toda a pop-star e socialite (as influencers da altura!) e, claro, no de Carrie Bradshaw em vários episódios de SATC. Depois, desapareceu - como quase todos os elementos desta época.
 
Com todo o revival actual da, outrota, "década brega" (ahahah), claro que a Saddle Bag regressa das cinzas e é uma das it-bags do momento (again!) e foi relançada pela maison numa das últimas colecções. 
 
 
 
 
Motorcicle, Balenciaga
 
Esta bolsa tem uma história muito engraçada: sabiam que quase não existiu? Em 2001, consta que o modelo, desenhado pela equipa liderada por Nicolas Ghesquière (Director Criativo da marca na altura - lembra-se??) foi completamente ignorado, se não chumbado. Ninguém ligou nenhuma!!
 
Entretanto, modelos como Kate Moss, algures no estúdio da marca, mostraram imenso interesse no modelo e Nicolas fez um "choradinho" para que a produzissem. Well, o resto é história: creio que terá sido um dos modelos mais vendidos na primeira década do milénio. Foi, com certeza, uma das mais vistas!
 
E, recentemente, tenho-a visto um bocadinho aqui, um bocadinho ali (especialmente na versão mini com alça).
 
 
 
 
Baguette, Fendi
 
O meu regresso preferido. O único modelo que poderia considerar - um ícone, a meu ver. A Baguette foi criada em 1997, por Silvia Venturini Fendi - o único membro da família Fendi que trabalha na marca (é neta dos fundadores), como Directora Criativa de Acessórios e Menswear. Esta foi uma das primeiras criações de Silvia. 
 
O briefing era simples: uma bolsa prática, feminina e vendesse "como pãezinhos quentes". Dito e feito - é daí que vem o nome da bolsa. #Génia ahah
 
Consta que vendeu 100 mil unidades apenas no seu primeiro ano, mas foi (again) Carrie Brashaw quem trouxe esta bolsa para o pódio das mais desejadas e, consta, que foi esta a primeira bolsa a receber o título de "it-bag".
 
 
Além de tudo, acho o modelo MUITO giro.